Chapeu

Cursos

1Onda

MS Agro discute estratégias econômicas para o agronegócio sul-mato-grossense em 2023

Data: 24/11/2022 07:48

Autor: MS Agro

Encontro contou com palestras e mesa redonda sobre cenários e tendências na agricultura e na produção de proteína animal

A noite desta quarta-feira (23) foi marcada pela maior agenda econômica organizada e realizada pelo Sistema Famasul: MS Agro. Com duas grandes palestras, o evento tratou da expectativa e de como o setor deve se projetar diante do atual momento no País.

“É importante discutir um possível cenário para 2023, pois pode nos ajudar a garantir mais acertos do que perdas. Sabemos, por exemplo, que o custo de produção aumentou, vivemos incertezas políticas, mudanças climáticas... tudo isso interfere. Por isso, a importância de um evento com o MS Agro para termos conhecimento para a busca de estabilidade e estratégias para o futuro”, disse Marcelo Bertoni, presidente do Sistema Famasul.

O primeiro palestrante da noite foi o médico veterinário e diretor da HN AGRO, Hyberville Neto, que falou sobre os cenários e as tendências para as proteínas animais. “Existem possibilidades importantes no mercado internacional referentes a essa evolução do status relacionado a febre aftosa. E diante do atual panorama, nós, que acompanhamos o mercado todos os dias, buscamos levar caminhos ao produtor rural. Da porteira para dentro é preciso ficar atento e manter os pés no chão, mas isso não impede o produtor de enxergar novas possibilidades fora do País”, comentou Hyberville.

A segunda palestra da noite ficou por conta de Alexandre Mendonça de Barros, doutor em economia e sócio-consultor da MB Agro. Ele falou sobre os cenários e as tendências para as Commodities Agrícolas. “Acredito que tem uma grande oportunidade à vista que apareceu em decorrência, principalmente, das frustrações de safras que a gente vê nos EUA, na Europa e agora na Argentina. Fora a guerra da ucrânia e diversos outros problemas que o mundo enfrenta. Mas essa é a porta de entrada para alavancarmos a nossa produção brasileira no mercado exterior”, comentou Alexandre.

Após a apresentação dos palestrantes, houve uma mesa redonda com a participação dos convidados do evento, como presidentes de sindicatos rurais de Mato Grosso do Sul e autoridades ligadas ao setor, que fizeram perguntas a Hyberville e Alexandre. A mediação deste bate papo foi feita pelo jornalista, especialista em agronegócio, Edevaldo Nascimento. Estiveram presentes no encontro, o diretor-tesoureiro da Famasul, Frederico Stella, o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, e Celso Regis, presidente do Sistema OCB.

Participaram do MS Agro 2022, os presidentes de sindicatos rurais de Anaurilândia, Luciano Pompilio Brescansin; de Bataguassu, Manoel Agripino Cecílio de Lima; Batayporã, Altamir José Ramos Fonseca; Bela Vista, Leandro Mello Alcioly; Brasilândia, Fábio Toledo Leite da Silva; Camapuã, Antônio Silvério de Souza; Caracol, Fernando Ortiz Moura; Corumbá, Gilson Araújo de Barros; Douradina, Cláudio Pradella; Eldorado, Alexandre de Paula Junqueira Netto; Glória de Dourados, Marcos Acácio; Guia Lopes da Laguna, Jesus Cleto; Itaporã, José de Assis de Lara; Jaraguari, Durval Ferreira Filho; Jateí, José Pereira da Silva; Laguna Carapã, Fabiano Nava, Maracaju, Fábio Caminha; Bodoquena, Massao Ohata; Nioque, Cláudio Straliotto; Paranaíba, Fábio Carvalho Macedo; Água Clara, Ricardo Siquinelli Catarin; Ponta Porã, Guilherme Leite Cabral de Jesus; Vicentina, Valter Dalla Vale; Jardim, Hélio Tadeu Ruiz; Paranhos, Edir Pereira Ratier; e o vice presidente do Sindicsto Rural de Campo Grande, José Eduardo Monreal.

O MS Agro 2022 teve patrocínio do Senar/MS e Sistema OCB/MS com apoio do Sebrae/MS.

logo

© Sistema OCB/MS 2022. Todos os direitos reservados

localizacao

Av. Ceará, 2245 - Vila Célia
Campo Grande/MS