Chapeu

Cursos

1Onda

Palestra destaca força do cooperativismo de crédito no desenvolvimento das comunidades

Data: 07/04/2022 08:39

Autor: OCB

A experiência e história de João Carlos Leite, presidente do Sicoob Sarom (antiga SaromCredi), encantou aos que estiveram presentes em sua palestra, nesta segunda-feira (4), em Brasília.  O evento promovido pelo Instituto Fenasbac contou com a presença de dirigentes do Sistema OCB, do Banco Central do Brasil (Bacen) e representantes de outras instituições financeiras.  

Segundo Joãozinho, como também é chamado, o cooperativismo em São Roque de Minas (MG) nasceu das dificuldades econômica e social enfrentadas pelas pessoas e, hoje, após longa caminhada, é referência no cooperativismo de crédito como agente de desenvolvimento local. 

Entre outros acontecimentos que impulsionaram o cooperativismo no Ramo do Crédito em São Roque, está o fechamento da agência Minas Caixa, em 1991. De acordo com João, embora a agência não ofertasse crédito ao produtor ou ao pequeno empresário, o Banco ainda oferecia serviços básicos como recebimento dos depósitos do município e processamento da folha de servidores municipais.  

“Quando o Minas Caixa fechou percorríamos 60 quilômetros até a cidade mais próxima para conseguir pagar uma conta de luz, de água, depositar um cheque ou sacar dinheiro. Fomos até Belo Horizonte, na sede do Banco do Brasil, e disseram que São Roque de Minas não era praça bancária. Foi assim que, com o apoio dos produtores rurais locais, tivemos a iniciativa de criar a nossa cooperativa de crédito”, lembrou. 

Os produtores visitaram outras cooperativas de municípios vizinhos para entender como o modelo de negócios funcionava. “Sensibilizamos as pessoas, reunimos o número mínimo de sócios, criamos o estatuto social, elegemos os conselheiros, contratamos funcionários, fizemos os registros nos órgãos oficiais e abrimos nossas portas. Tinha gente que olhava com desconfiança: nenhum banco quer ficar aqui como será ter um banco criado pela população?”, relembra com humor o cooperado. 

Hoje o Sicoob Sarom, consolidou-se, cresceu e cumpriu seu papel para além de ajudar os produtores do município. “A qualidade de vida melhorou e não há desemprego no local. Pelo contrário, falta mão de obra qualificada para os novos mercados e demandas tecnológicas. O queijo canastra passou a ser referência nacional, graças ao trabalho da Associação dos Produtores de Queijo Canastra (Aprocan), que tem todo apoio e fomento do Sicoob Sarom. O setor de turismo também cresceu e o desenvolvimento regional é uma realidade”, acrescentou.  

Harold Espínola, chefe do Departamento de Supervisão de Cooperativas e de Instituições Não Bancárias (DESUC), do Banco Central do Brasil, atribuiu o sucesso da Sarom à preservação de sua identidade cooperativa. “Cresceram sem perder a essência. A sobrevivência do modelo de negócios cooperativista depende de exemplos como este”. 

Lucila Simão, CEO do Instituto Fenasbac, destacou que “a inovação com propósito e o modelo de gestão implementados pela Sarom são os diferenciais apresentados pelas cooperativas de crédito em relação a outras instituições financeiras”. 

Lucila também antecipou que haverá nova edição do Reconhecimento Inovação com Propósito (RECIP), promovido pelo Instituto. “A mensuração dos impactos positivos das cooperativas que atingem as comunidades, está entre os objetivos do RECIP. ”, complementou. 

Luiz Edson Feltrim, superintendente do Instituto Sicoob e ex-diretor do Banco Central, reforçou que é necessário reverberar para outros fóruns exemplos como este. “É preciso levar a mensagem para os não convertidos e disseminar a cultura do cooperativismo. O esforço deve ser no sentido de potencializar a beleza do movimento.”  

A gerente de Comunicação do Sistema OCB, Samara Araujo, reforçou que “exemplos inspiradores como este ajudam a tangibilizar os impactos positivos do cooperativismo em benefício de toda uma comunidade”. E lembrou de um episódio da websérie SomosCoop onde o case da região de São Roque teve destaque. 

Projetos do Sicoob Sarom 

A cooperativa cresceu com bases sólidas porque entendeu a necessidade de cada um de seus cooperados e do mercado. Além do Ramo de Crédito, o Sicoob Sarom atua com destreza na área de educação, incentivo e capacitação de empreendedores, professores e alunos de escolas regionais.  Os projetos despertam a visão propositiva em seus participantes e dão continuidade às inspirações do trabalho iniciado em 1991.   

Crescer e inovar está no DNA do Sicoob Sarom que, em 2021, lançou a Agência Digital Sarom Cred, um aplicativo do Sicoob para facilitar as transações dos cooperados. No mesmo ano incorporou também as cooperativas de crédito CredFenas, de Alfenas (MG), e Cooperosa, de Alterosa (MG). 

Os números são bastante animadores. Hoje, são 37.235 cooperados, 21 agências e 276 funcionários. Neste ano serão abertas dez novas agências, uma no primeiro semestre e nove na região Nordeste, no segundo semestre. Na apresentação, João Leite mostrou cenários futuros, detalhando o quanto a cooperativa ainda pode crescer e como ela pode continuar transformando positivamente as comunidades onde ela está presente. 

logo

© Sistema OCB/MS 2022. Todos os direitos reservados

localizacao

Av. Ceará, 2245 - Vila Célia
Campo Grande/MS